Plantas de apartamentos

Buvardia - Bouvardia


Generalitа


A família Rubiaceae inclui cinquenta espécies de arbustos sempre verdes. Apenas uma espécie é explorada e existem vários híbridos artificiais, pois no passado essas plantas eram usadas para produzir flores cortadas.
As flores Bouvardia são vistosas e perfumadas com uma cor diferente, dependendo da espécie. As flores tubulares têm até cinco centímetros de comprimento e florescem por muito tempo até o outono.
Entre as variedades mais difundidas, lembramos:
B. x domestica: origem hortícola. Altura 60 cm É um arbusto com folhas ovais opostas, as flores são colhidas em guarda-chuvas terminais com um diâmetro de 15 cm, florescem de junho a novembro, possuem uma corola tubular em forma de estrela com quatro lóbulos terminais abertos. Eles são brancos, rosa ou vermelhos.

Bouvardia longiflora



O Buvardia longiflora é nativo do México, com cerca de um metro de altura, caule lenhoso e folhas verdes brilhantes.
As flores tubulares muito perfumadas são reunidas em umbelas na parte terminal dos galhos. Eles florescem de outubro a dezembro com flores rosa a vermelhas.

Exposição



o Bouvardia na primavera, deve ser mantido em local bem iluminado, mas sem luz solar direta; no verão, deve ser exposto ao ar, mesmo ao ar livre, evitando a exposição direta aos raios do sol. Esta planta se desenvolve da melhor maneira possível, com um clima ameno, para não suportar frio intenso ou temperaturas muito altas no verão; por esse motivo, é frequentemente cultivada como planta de interior.
As temperaturas ideais para Buvardia são de quinze a vinte e quatro graus de fevereiro a setembro, nos meses restantes a temperatura deve ser mantida entre treze e quinze graus.

Rega



No verão, a rega deve ser regular ou abundante, se estiver quente, evitando, no entanto, exceder, causando a presença de estagnações da água que comprometeriam sua saúde em pouco tempo. No inverno, apenas o solo úmido deve ser mantido, reduzindo as intervenções no abastecimento de água. Após a poda, as regas devem ser mais abundantes.
A cada duas semanas, de maio a final de outubro, um fertilizante líquido deve ser diluído na água usada para fornecer à planta todo o alimento necessário para um crescimento mais vigoroso.

Multiplicação


Na primavera, as plantas de Buvardia são plantadas em uma mistura de turfa e areia em partes iguais, as estacas cortadas com cerca de oito centímetros de comprimento pelos galhos jovens. As estacas se enraízam em cerca de três semanas a uma temperatura ambiente de cerca de vinte e um graus. A multiplicação também é efetuada por divisão de raízes, enterrando a porção de raízes em um composto de vaso. Também pode ser reproduzido semeando, semeando entre fevereiro e março e mantendo a temperatura em torno de 21 graus Celsius.
Depois que a geminação ocorre, as plantas se expõem à luz, evitando a exposição direta aos raios solares.

Terra



O solo ideal para o cultivo dessas plantas deve ser fértil e ácido, consistindo de terra e areia em partes iguais, de modo a garantir o correto grau de drenagem e evitar a formação de estagnações perigosas da água.
Poda: após o florescimento de Buvardia por cerca de seis semanas, os vasos devem ser mantidos úmidos; no início de fevereiro, os galhos principais são cortados a dois centímetros da base. Após a poda, para estimular os novos rebentos, a planta deve receber mais água. Os vasos de plantas, após dois ou três anos, devem ser substituídos por novas plantas obtidas por corte.

Buvardia - Bouvardia: Pragas e doenças


Os pulgões atacam os botões e botões da buvardia. O excesso de água faz com que as raízes apodreçam e as folhas e flores caem. É uma boa idéia verificar se o solo está suficientemente drenado e, se você notar a presença de pulgões, é necessário intervir imediatamente com o uso de inseticidas especiais que podem resolver o problema em pouco tempo.

Vídeo: Fully automatic grading and bunching of bouvardia at Vreeken Sierteelt BV (Março 2020).